lai

Acesso Rápido

O que você precisa?

Telefones Úteis

voltar imprimir
Aumentar texto Diminuir texto
Cid, Temporão e Arruda Bastos chamam prefeitos para agir contra dengue
Sáb, 20 de Novembro de 2010 08:47
Fotos: Ruy Norões
banner_visita_ministro_dengue

Está lançada a nova campanha nacional contra a dengue, com o tema “Dengue: se você agir, podemos evitar”. No Ceará, o lançamento foi feito na noite desta quarta-feira, 17, pelo ministro da saúde, José Gomes Temporão, o governador Cid Gomes e o secretário da saúde do Estado, Arruda Bastos, no Palácio Iracema. “Os resultados da campanha, com todo mundo agindo e evitando a dengue,  depende da articulação do Ministério da Saúde, dos Estados, municípios, sociedade civil, mídia e, em especial, da intersetorialidade”, disse Temporão para uma plateia de prefeitos. O governador reforçou que a dengue é um problema de todos, convocando os prefeitos para um trabalho permanente. Até o final deste mês, Arruda Bastos reunirá os secretários dos municípios com risco alto e risco muito alto de dengue.  

banner_visita_ministro_dengue2

A ferramenta “Risco dengue” reforça a necessidade de antecipar as ações de controle do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, antes do período de chuva, articulada com outros setores, além da saúde. Gestores e técnicos das secretarias de Educação, Cidades, Infraestrutura e Semace também participaram da reunião com o ministro.  Segundo a Pesquisa Nacional por Amostragem Domiciliar, feita em 2009, pelo IBGE, 10 milhões de domicílios no país não têm coleta regular de lixo e 8,1% dos domicílios no Brasil não contam com rede geral de água.

banner_visita_ministro_dengue5

A irregularidade da coleta favorece ao hábito de depositar lixo a céu aberto, que contém latinhas, copos descartáveis e tampas de refrigerantes, criadouros certos para a multiplicação do mosquito. Sem abastecimento regular de água, as donas de casa reforçam o costume, principalmente no interior, de acumular água em baldes e tambores descobertos, contribuindo para a manutenção permanente de criadouros do Aedes aegypti dentro de casa e nos quintais. Esses fatores ambientais e de infraestrutura  dificultam o controle da dengue.                         

banner_visita_ministro_dengue6

Este ano, até a última sexta-feira, 12, o Ceará tem 10.774 casos confirmados de dengue em 117 municípios. Há 16 óbitos confirmados. Desse total, cinco por dengue hemorrágica e 11 dengue com complicação. A cada ano aumenta, conforme mostra o boletim epidemiológico da Sesa, o número de casos da doença acometendo crianças e adolescentes. A média de idade caiu de 38 anos em 2001 para 18 anos em 2008. Focado no diagnóstico precoce e de qualidade para evitar óbitos em crianças e adolescentes, a Sesa não pára de realizar cursos com médicos pediatras.

banner_visita_ministro_dengue3

A situação da dengue no Ceará é de alerta, segundo classificação de estratos do Ministério da Saúde porque os índices de infestação predial do mosquito atualmente no Estado é de 1 a 3,9%. Na capital, o índice está em 1,2. Os outros dois parâmetros de classificação do Ministério da Saúde são o de risco de surto, quando os índices de infestação estão acima de 4%, e em condições satisfatórias, com índices abaixo de 1%. Dos 15 municípios brasileiros em situação de risco de surto atualmente nenhum é do Ceará. No Nordeste são os municípios de Ihéus e Simões Filho, na Bahia; Caicó, Ceará-Mirim, Mossoró e São Miguel, no Rio Grande do Norte: Afogados da Ingazeira, Bezerros, Camaragibe, Floresta e Serra Talhada, em Pernambuco. Na região Norte correm risco de surto Rio Branco e Epitaciolândia, no Acre e Porto Velho, capital de Rondônia. O décimo quinto município em situação de surto da doença fica região Sudeste, o município de Caetanópolis.

banner_visita_ministro_dengue4
 

Serviços

Agenda - Janeiro 2020

Do Se Te Qu Qu Se Sa
29 30 31 1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 31 1

Serviço de Atendimento Movel de Urgência - Polo Litoral Leste - Rua da Paz Nº29 - Centro, Eusébio/Ce

Fone: (85) 3433.7434

© 2008 - Governo do Estado do Ceará. Todos os Direitos Reservados